ADOÇÃO, PERDA DO PAI, PRECONCEITO E LUTA PARA SER MÉDICA: HISTÓRIA DE THELMA, CAMPEÃ DO BBB20

abril 27, 2020



Na noite desta segunda-feira (27), após 3 meses de confinamento, a médica anestesiologista de 35 anos, nascida e criada no bairro do limão, periferia de São Paulo, foi a ganhadora do BBB20. A médica representa muito bem a luta das mulheres negras, inclusive na vida, que desde o nascimento, não foi fácil. A sister foi rejeitada pela mãe biológica, adotada com três dias de vida e apenas soube disso através de uma ligação anônima.

(Reprodução/ Atila Brito)



O sonho de ser médica surgiu ainda criança, quando Thelma tratava de uma bronquite. "Ela disse para a doutora que queria ser igual a ela quando crescesse", lembra dona Yara, sua mãe. Apesar das dificuldades e da origem humilde, os pais de Thelma sempre lutaram para que nada faltasse à filha única. Ela estudou em escola particular até o final do Ensino Médio (concluiu o resto em escola pública), fez balé e conseguiu uma bolsa de 50% num cursinho pré-vestibular.
Thelma estudou dia e noite durante três anos e ajudava os pais a pagar a mensalidade dando aulas de balé e distribuindo panfletos. "Teve um mês que, ou eles pagavam a luz, ou o cursinho. A luz foi cortada", conta o marido, o fotógrafo Denis Cord.
O pai foi justamente o primeiro paciente da médica e faleceu 4 meses antes dela entrar no programa, por conta de um câncer.
Durante o confinamento, ela também afirmou: “Eu venho de família humilde. Não tinha condições de pagar uma faculdade, então eu tinha que dar um jeito de passar no vestibular de medicina. Eu me sinto empoderada por isso. Eu quero pausar e fazer um investimento de risco”.

O esforço e o desejo de superar as dificuldades valeram a pena e hoje após passar por tantos desafios, Thelma é a nova campeã do BBB20.




Tecnologia do Blogger.