“Acho dolorido”: Lázaro Ramos não conseguiu ver “Olhos que condenam”na integra

julho 04, 2019



Em entrevista para o Jornal Folha de S. Paulo, Lázaro admitiu não ter assistido todo filme “Olhos que condenam”.

‘Assisti a 20 minutos de “Olhos que Condenam”, começou a doer, parei. Pesquisei a história e conversei com pessoas que me sugeriram ir para o segundo episódio. Então, vi um pedaço de cada capítulo e a meia hora final do último. Acho que é tão dolorido porque tem a ver com dia a dia da gente. Essa pauta pula todos os dias no colo da sociedade.’

(Reprodução/Internet)


Uma das maiores injustiças já cometidas pelos Estados Unidos é o tema da minissérie da Netflix, "Olhos Que Condenam". A série conta a história de quatro adolescentes negros e um latino, que foram presos e condenados injustamente por estuprarem e agredirem em 1989 uma mulher no Central Park, em Nova York, nos Estados Unidos.
A série retrata como a polícia norte-americana, induziu os jovens a confessarem um crime que não foi cometido por eles. Posteriormente, essa falsa confissão foi usada como prova de que eles teriam cometido o crime bárbaro, embora exames de DNA, roupas ou outras provas físicas indicassem o contrário.
Tecnologia do Blogger.