Aos gritos de 'É campeã', Mangueira homenageia Marielle e heróis esquecidos da história do Brasil

março 05, 2019


Aos gritos de 'É campeã', Mangueira homenageia Marielle e heróis esquecidos da história do Brasil

(Reprodução/Internet)



Com aproximadamente 3500 componentes, a escola de samba Estação Primeira de Mangueira fez história ao homenagear a vereadora Marielle assassinada em março do ano passado e aos heróis negros do Brasil. "Ao dizer que o Brasil foi descoberto e não dominado e saqueado; ao dar contorno heroico aos feitos que, na realidade, roubaram o protagonismo do povo brasileiro; ao selecionar heróis 'dignos' de serem eternizados em forma de estátuas; ao propagar o mito do povo pacífico, ensinando que as conquistas são fruto da concessão de uma 'princesa' e não do resultado de muitas lutas, conta-se uma história na qual as páginas escolhidas o ninam na infância para que, quando gente grande, você continue em sono profundo".


Mangueira ganhou o prêmio de melhor escola do grupo especial. Organizado desde 1972 pelo Jornal O Globo, o Estandarte de Ouro que é reconhecido como a segunda premiação mais importante do carnaval carioca.

Tecnologia do Blogger.