Após post racista sobre jogador francês, YouTuber Júlio Cocielo perde patrocínios

julho 05, 2018



O youtuber Júlio Cocielo perdeu contratos publicitários após fazer um comentário racista, se referindo ao jogador de futebol da França Mbappé em suas redes sociais: "Mbappé conseguiria fazer um arrastão top na praia hein."

(Reprodução/ Internet)
    
A publicação gerou grande manisfesto nas redes sociais e muitos famosos condenaram a atitude do influencer. Entre eles, Samara Felippo, Gio Ewbank e Bruno Gagliasso se manisfestaram contra a postagem racista de Cocielo.

Em nota enviada ao Meio & Mensagem, a Coca-Cola, que contratou Cocielo durante as Olimpíadas de 2016 como garoto-propaganda, informou que finalizou o contrato com o youtuber. “O respeito à diversidade é um dos principais valores da nossa companhia, em nossas campanhas celebramos as diferenças e promovemos a união. Manifestações preconceituosas não são toleradas. Repudiamos qualquer forma de racismo, machismo, misoginia ou homofobia”. O banco Itaú, também afirmou por meio de comunicado que “repudia toda e qualquer forma de discriminação e preconceito. Esperamos que o respeito à diversidade sempre prevaleça.” O banco ja tomou providencia e retirou o vídeo da propaganda da Copa que aparecia Cocielo, que já foi substituída. O site Submarino, que também possuía vínculo publicitário com Júlio, também repudiou a atitude do youtuber. "Submarino repudia veemente qualquer manifestação racista. A marca esclarece que contratou uma agência de publicidade para realização de campanha pontual com influenciadores, dentre eles o Cocielo, e a campanha já foi retirada do ar"..
Tecnologia do Blogger.