'Hair Nah’, o jogo interativo contra racismo

janeiro 10, 2018


(Reprodução/Internet)



Momo Pixel é a diretora de arte que desenvolveu  game no qual a personagem precisa desviar de muitas mãos que tentam tocar seus cabelos crespos, com intuito de passar uma mensagem importante a quem joga. O jogo se chama "Hair Nah"  e tem quatro níveis. No game, a personagem principal Aeva precisa passar por quatro levels para chegar a seu destino, no qual suas amigas estão esperando. Seja no lobby do apartamento, no avião ou no táxi, ela precisa desviar de mãos brancas que tentam tocar seus fios. “Tudo no jogo é baseado em verdade“, descreveu Momo Pixel.


Em entrevista para o  Buzz Feed, Pixel informa que demorou aproximadamente dez meses a criar o jogo, ao lado de três pessoas que ajudaram na criação. "Fiquei chocada mas orgulhosa com o feedback [ao jogo]. Fiquei mesmo feliz», disse. Queria criar algo que fosse divertido e leve, mas ao mesmo tempo sério e achei que um jogo seria hilariante para mulheres negras (…) Para aqueles que tocam no nosso cabelo, este é um momento para aprenderem que isso não é cool. É estressante e dá-nos ansiedade. Achei que era a melhor forma de o explicar", concluiu a mesma.

Segundo a própria Momo, o jogo faz um sucesso enorme e ja tem mais de 60.000 jogadores cadastrados psra jogar. “De mulher negra para mulher negra, nossas experiências são universais”. 





Tecnologia do Blogger.