Hipermercado é condenado a pagar 458 mil por constranger criança: 'Negrinho fedido'

dezembro 01, 2017



No ano de 2011, no Hipermercado Extra da Marginal Tietê, menino de 10 anos foi acusado de furto pelos seguranças do Hipermercado Extra, por depoimento, o menino informou que após suspeita de furto, foi posto em uma sala com três seguranças, que o forçaram a abaixar diversas vezes e tirar a camisa, o pai do menino alega também que o chamaram de  "negrinho sujo, negrinho fedido". 

Segundo jornais de 2011, o menino, que é negro, tinha comprado salgadinhos e refrigerante, que inclusive foram registrados por nota fiscal. 

Após 6 anos o caso foi dado como concluído, e o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) condenou o hipermercado a pagar o valor de R$ 458 mil, por constranger uma criança de 10 anos.


(Reprodução/Internet)

Tecnologia do Blogger.